"POR ISSO QUE O BRASIL É ASSIM"

DEPOIS DE MAIS DE UM ANO PARADO, RESOLVI RETOMAR AS POSTAGENS DO BLOG NESTE COMEÇO DE 2012. SEI QUE A MAIORIA DOS QUE SEGUIAM E LIAM O BLOG SE FORAM, MAS ESPERO CONSEGUIR NOVOS LEITORES E QUEM SABE RECUPERAR ALGUNS QUE JÁ PASSARAM POR AQUI. 


BOA LEITURA E NÃO SE ESQUEÇA DE DIZER O QUE PENSA A RESPEITO!


_________________________________________________________________


Se tem algo que me irrita é ler alguém reclamando de algo e atribuindo a este fator que se está reclamando aos problemas do nosso país. Exemplo: 
 
É postado um Funk com um conteúdo muito vulgar e repetitivo ou qualquer Axé para o carnaval no Youtube. Nos comentários se observa frases como "Por isso que o Brasil é uma merda". Como se aquela música específica fosse a causa de qualquer problema, como falta de educação, saneamento, saúde, segurança... Ou então qualquer comentário sobre um erro de arbitragem em um jogo de futebol: "A mídia esconde isso e trata como chororô. Isso aqui é Brasil, é assim mesmo". Ou mesmo criticando algum programa na TV: "Por causa de pessoas assistindo BBB que o Brasil não vai pra frente".
 
Perceberam? Usam problemas sociais do país como bode expiatório para se dizer com razão ao não gostar de algo. Para dizer "eu tenho um bom argumento em não gostar disso". 
 
Não quero obrigar ninguém a gostar de X ou Y, cada um tem seu gosto, é algo completamente particular e cabe a cada um determinar o que é bom ou ruim para si próprio. Agora, o RESPEITO é algo que deveria ser mais do que uma obrigação, deveria ser algo que nem precisasse entrar em questão, pois seria de senso comum. Mas não... Vamos criticar algo que não gostamos só porque tem gente que gosta e faz sucesso. De preferência, se fizer muito sucesso, podemos chamar quem gosta de modinha. E melhor ainda, vamos expor problemas sociais SEM QUALQUER LIGAÇÃO com aquilo como se fossem resultado disso que não gostamos. 
 
Por favor, onde que eu gostar de um Axé faz do Brasil um país com péssima distribuição de renda? Onde eu assistir BBB faz com que o Brasil deixe de ter um programa de saúde de qualidade? Não faz sentido. ENTRETENIMENTO não é a causa dos problemas do país.
 
Podem usar como argumento o fato de que, ao gostarmos de ver um programa na TV, não lutamos por nossos direitos contra políticos incompetentes. Sim, concordo que deveríamos ser mais ativos nessa questão política, porém não é cancelando o BBB que vai fazer o povo ir às ruas protestar. Não é acabando com o Funk que todos vão começar a ler a legislação brasileira e notar que temos direitos. Não é cancelando programas de humor que tem mulheres seminuas que o povo vai reclamar dos altos impostos cobrados. As pessoas que reclamam disso tudo podem até ter boas intenções. Mas, como dizem, de boas intenções o inferno está cheio. De que adianta boas intenções se o que tanto lutam, caso fosse conquistado, não mudaria nada? 
 
Sabe por que nosso país não vai pra frente? Porque os nossos revolucionários gastam energia, tempo e horas de argumentação PELAS CAUSAS ERRADAS. Pelas coisas mais banais que existem. Há um mês atrás parecia que iriam para as ruas protestar porque uma frase ficou muito famosa. Sabe como eles faziam para que ela parasse de ser propagada? Falando nela a todo tempo e criticando quem gostava de falar isso porque tinha achado graça. Gastando horas de debates para dizer como a frase era sem graça e quem gosta é fútil. Só porque não a acharam engraçada. A frase morreu, já não tem mais graça e todo mundo parou de falar. E aí? O país já é de primeiro mundo agora? Já pagamos impostos condizentes com a realidade dos nossos salários? Já temos um sistema de saúde e de educação públicos de qualidade? E se acabarem com o BBB? E se começarem a escutar Beatles, Ramones, Legião e Barão Vermelho? Teremos tudo isso? BURROS! Parem de criticar o que não está errado. Parem de tratar a consequência como causa.
 
Ao invés de terem como temas de discussão se BBB acrescenta algo ou não, falem qual nova lei absurda está para ser aprovada na Câmara, deem dicas de quais deputados e senadores estão fazendo um bom trabalho, peguem como referência o quanto de impostos é cobrado nos países de primeiro mundo, o que precisa-se fazer para termos um melhor PIB e IDH no país. ISSO É CONSTRUTIVO. ISSO É UMA BOA CAUSA A SE LUTAR. ISSO PODE FAZER A DIFERENÇA! Mas aposto que a maioria dos pseudo-cultos e pseudo-revolucionários de plantão não sabem nem 10% disso. Afinal, qual a graça de se pesquisar critérios de avaliação de IDH se eu posso criticar a bunda que está aparecendo naquele programa? Pra que saber da vida política do cara da sua cidade se eu posso ficar indo ver vídeos de Funk no Youtube e fingir que me importo com o país, não é? 
 
Muito melhor é criticar o gosto alheio e pagar de culto. E daí que o cara chegou estressado no trabalho e só quer ver um programa de humor para relaxar? Eu vou é criticar ele e julgá-lo até não poder mais por estar vendo algo que eu não gosto. Assim eu alimento meu ego e me sinto inteligente. E melhor ainda porque tem mané que vai na minha e daí é que eu me sinto inteligente mesmo, com um forte poder de persuasão. PORRA!
 
No final, a culpa do "Brasil não ir pra frente" é justamente desses revoltadinhos que acham que sabem o que é o mundo. Enquanto você criticar a música que é feita para diversão-pegação, o Brasil vai continuar tendo POUQUÍSSIMOS ricos e MILHÕES de pobres devido a péssima distribuição de renda. Enquanto você fala mal de uma frase, o país vai continuar com os preços dos produtos acima da inflação. Enquanto você falar que quem não escuta Rock não tem cultura, vai ter um político na sua cidade desviando seus impostos ou dos seus responsáveis lá no gabinete dele.
 
PARE E RACIOCINE DE VERDADE UMA VEZ NA VIDA. SE FUNK, AXÉ, PAGODE, BBB, PÂNICO OU QUALQUER OUTRA MERDA FÚTIL ACABAR, O BRASIL VAI DEIXAR DE SER O QUE É? OU SIMPLESMENTE VAI TER MAIS 500 COISAS QUE VOCÊ NÃO GOSTA PRA ATRIBUIR A CULPA DO NOSSO PAÍS "NÃO IR PRA FRENTE"? FAÇA ALGO DE ÚTIL. LUTE PELAS CAUSAS CERTAS!!!

20 Response to ""POR ISSO QUE O BRASIL É ASSIM""

  1. Concordei em quase tudo e me senti meio culpada por agir assim.

    concordo

    hicaro says:

    Certeiro kkkkkkkkkkkk

    hicaro says:

    Sem dúvida uma sociedade centrada simplesmente no entrenimento vai pro colapso. Disso não há dúvidas, mas eu só acho esquisito quem curte futebol falar de futilidade... É contraditório, e simplesmente falar dos problemas não resolve nada, não promove mudança social. É bem hipócrita este tipo de visão mesmo, bom saber que tem gente que compartilha deste tipo de ideia.

    Rafael says:

    Concordo, Hícaro. Querer apenas entretenimento e esquecer os problemas reais é tão ruim quanto focar na questão errada para se protestar. Valeu pelo comentário. :)

    Marlon says:

    sabias palavras OH nobre hicaro

    Anônimo says:

    é isso ai, falou tudo, perfeito o texto

    Anônimo says:

    concordo com o hicaro!!!!!!!1
    mas acho que nao pode dar só um lado da moeda no caso

    Marlon says:

    ELEIÇÕES
    Tunico pergunta pergunta pro Tinoco :

    Em quem vc vai votar?

    Vou votar em ninguem não , so vou la pq é obrigado

    Ah então tbm vou fazer isso , nem vai adiantar mesmo

    PAREDÃO BBB
    Tunico pergunta pergunta pro Tinoco :

    Vai votar em quem pra ser eliminado no paredão?

    Votei naquela feinha la , votei o dia inteiro e vc ?

    Tbm votei cara , mais de 100 vezes , quero só gostosa la dentro

    Ou seja no caso do BBB acho que vc ta errado

    curtiu isto

    Rafael says:

    Marlon

    Entendi seu ponto de vista. E até concordo. Mas acho que o problema é o foco da questão. O "Tunico" e o "Tinoco", caso não tivessem o BBB continuariam pouco se importando com as eleições. Não foi o BBB que os fez deixar de se importar. No caso, para mim, o certo é chegar no "Tunico" e no "Tinoco" e apresentar a eles as consequências de uma boa votação.

    Marlon says:

    Então mas isso o povo não quer enxergar , preferem deixar as coisas do jeito que estão

    Rafael says:

    Sim, porque não sabem onde isso os afeta ou acham chato demais. Eu acho nobre que se questione o porque de tanto desinteresse, mas o que digo no texto é que atacam as coisas. Porque, se eu me importo com o futuro do país e procuro votar no melhor candidato, por que não posso ter o direito de gostar de BBB e querer ver a mais gostosa na casa?

    o fato é que realmente nao há problema nenhum em ver BBB, curtir axé, essas coisas, e sim botar esses programas e temas em primeiro lugar, muita gente deixa de lado o estudo desses casos pra por em primeiro lugar o big brother, ou a discussao de qual cantor de axé é melhor, todo mundo sabe de cor quais participantes ganharam as edições do tal programa, mas ninguém sabe que o protocolo de kyoto por exemplo expira no fim desse ano, ninguem sabe o que fazem os cargos ORIGINAIS políticos, ninguem sabe nem da história brasileira e de tudo que aconteceu nesse país pra chegar na situação que ta no momento, o fato é que o ENTRETENIMENTO nao tem nenhuma culpa na situação, a FALTA DE INTERESSE + ENTRETENIMENTO DEMAIS que ta deixando o país como agora

    Leon says:

    Bottinelli Mito

    Concordo. O problema está em excesso de entretenimento ligado ao desinteresse com assuntos sérios. Mas é exatamente isso. Reclamar do entretenimento não vai melhorar. A única coisa que vai melhorar e incentivar ao desinteressado a se interessar em algo que tem influência direta em sua vida. Ao invés de falar mal do BBB, incitar uma discussão sobre o Protocolo de Kyoto, assim, ensinando a quem não sabe.

    exatamente, mas os desinteressados acham tais assuntos importantes chatos pela imposiçao desses programas que apesar de alguns serem legais, sao inuteis, a população ta tão viciada que passou a achar as coisas imporantes inuteis na visão delas, por isso essa reclamação ao entretenimento

    Leon says:

    Entendi e acho que faz sentido. Mas isso é uma questão cultural que precisa ser modificada aos poucos. E só com educação dá para ter resultados concretos. Se não dá para ser, pelo menos por enquanto, na escola, que seja motivando pequenos grupos a se interessarem pelo assunto. Acho que cada um tentando um pouco, teremos um povo mais consciente. Eu só tenho certeza de uma coisa: reclamar da existência de determinado conteúdo de entretenimento não ajuda.

    hicaro says:

    "falam tanto sobre guerra e paz
    mas tanto faz falar ou não
    todas as bombas e os generais
    são restos mortais da civilização

    rebeldes sem rebeldia
    viciados em anestesia
    fantasmas sem fantasia
    gripados na guerra fria"

    (Beijos pra torcida - Engenheiros do Hawaii, 1986)

    Anônimo says:

    Alma minha gentil, que te partiste
    Tão cedo desta vida, descontente,
    Repousa lá no Céu eternamente,
    E viva eu cá na terra sempre triste.

    Se lá no assento etéreo, onde subiste,
    Memória desta sida se consente,
    Não te esqueças daquele amor ardente
    Que já nos olhos meus tão puro viste.

    E se vires que pode merecer-te
    Alguma cousa a dor que me ficou
    Da mágoa, sem remédio, de perder-te,

    Roga a Deus, que teus anos encurtou,
    Que tão cedo de cd me leve a ver-te,
    Quão cedo de meus olhos te levou

    Oi, você acabou de dar um "tapa na cara da sociedade", eu sou desses que fala mal do BBB, que não gosta de funk e que sempre coloca o Rock n Roll a cima de qualquer gênero musical que eu venha a não "curtir", mas essa sua postagem me fez parar e pensar e eu cheguei a conclusão que você está certo, se quero mudar o mundo tenho que começar a mudar ele do principio correto, tenho que primeiramente acabar com esse meu preconceito, não que eu irei começar a assistir BBB e ouvir Funk, axe, mas vi que tenho que respeitar o gosto, opinião do próximo, e ver o verdadeiro problema que faz o Brasil ser esse pais, vergonhoso vou dizer assim. E de politica eu não entendo nada, hoje mesmo estava pensando em como me aprimorar nesse assunto, pois já estou com 16 anos e não tenho nenhuma opinião formada a quem eu irei dar meu voto.
    Obrigado sua postagem serviu de alerta para mim.

    Por: Yuri Pfleger, 16 anos...
    P.S: Lendo e aprendendo !

Postar um comentário

Powered by Blogger